hideFocus

Depois de ter feito a escola primária na Escola Roberto Ivens em Nampula, entrei no 1º ano do Liceu Salazar em 1961. Frequentei-o durante 9 anos com uma breve visita de 3 meses ao Liceu António Enes. A ala esquerda, aqui em primeiro plano, era reservada às alunas até ao 5º ano e chamava-se Liceu Dona Ana da Costa Portugal. A ala direita era para os rapazes até ao 5º ano e aulas mistas até ao 7º ano. O Salão de Festas, Secretaria, Laboratórios e outros equipamentos eram partilhados pelos dois liceus geminados. O nível de ensino era excelente.

Na foto em cima e no primeiro piso, o acolhedor refeitório do Liceu Salazar. Este Liceu foi construído com uma visão de futuro notável. Uma piscina em recinto coberto, anfiteatro para aulas de canto coral, enorme salão de festas onde se realizavam os exames finais e os bailes de finalista, vários campos polidesportivos e um ginásio muito bem equipado. Para além das aulas curriculares, os alunos tinham uma grande variedade de opções extra curriculares, desde aeromodelismo, rádio, até astronautica. Neste estabelecimento de ensino passaram milhares de alunos que hoje lembram como tiveram sorte em ter tão boas condições de ensino. Não creio que se continue a fazer Liceus com esta categoria.

Muitos professores passaram por este Liceu: Dr. Cansado Gonçalves, perseguido da Pide, franzino, Filosofia, excepcional. Drª Domitila Apolinário (Português), Drª Marina Correia (inglês), Drª Elisa Gouveia (Físico-química) por vezes sabotada pelos alunos quando demonstrava experiências no Laboratório do Sr. Vinagre. Drs. Cândido Vaz, Barradas, Ruivo Martins (Quebra-Gelos), Patrício Simão, Álvaro de Moura e a Doutora Rosa Amador (Matemática),

Dra.Ruth Garcez (Organização), Professores Prata Dias e Tadeu (carolos?) na Ginástica. As actividades extra curriculares eram entusiasmantes: a astronáutica, a rádio (onde se lançou o nosso amigo Luís de Arriaga conhecido locutor e apresentador na TV). Os trabalhos de construção de barcos e aviões assistidos pelo excelente professor Rui Gouveia que também dava aulas de Desenho, de óculos de aros escuros - o superman.


Dr. Heliodoro Frescata (História e Filosofia) com a sala de aula sempre cheia de assistentes pois era um autêntico prazer ouvi-lo 'contar' a História como se fosse banda desenhada.

O Liceu encontrava-se equipado com os melhores laboratórios para aulas práticas de Ciências e Físico-química do espaço português. Apesar de muitos dos professores serem desterrados políticos e não se encontrarem de livre vontade em Moçambique, eram na generalidade muito bons profissionais e deixaram gratas recordações a quem por lá passou. As componentes extra escolares, como o Desporto eram levadas muito a sério e ajudavam a criar um espírito de grupo.

Na foto acima, uma partida de Futebol de Salão, no Liceu Salazar, entre professores e alunos, é um espectáculo que faz uma enchente nas varandas e à volta do campo. Na equipe dos professores, da direita para a esquerda, Heliodoro Frescata, Tadeu (prof de ginástica), Amadeu Ferreira (James Bond), padre Pinheiro e outro padre de nome mais difícil de recordar. Agradecimentos ao A. Laranjeira.

A saída frontal entre os liceus masculinos e femininos, local de encontros e conversas, estava voltada para um belo jardim com vista para a baía Espírito Santo. Local optimo para estudar para testes ou para convívio entre alunos e alunas dos liceus e da escola Comercial.

Passeio lateral onde os machimbombos se enchiam de jovens esfuziantes, preparados com os seus cartões de estudante, para pagar uma quinhenta ou um escudo de transporte!

O Liceu Salazar localizado em local privilegiado no bairro Central tinha bem perto o Museu Álvaro de Castro, a Praça das Descobertas, um jardim miradouro em frente com vista para as "barreiras" e para a baía do Espírito Santo e Catembe. No lado oposto ficava a Escola Comercial, a 24 de Julho com a Pastelaria Cristal. Perto também, o Hotel Cardoso e a sede do Automóvel Clube.

O respeito que havia pelos professores não deixava que algumas "partidas" fossem feitas e ficassem na memória destes alunos. Na irreverência saudável dos alunos, contavam-se histórias hilariantes como esta contada por um antigo aluno: "Xanico (Alexandre Fonseca), conheci-o bem demais; era um "profexor muito xenxível" e uma vez, - conhecias a sala de aulas práticas de física, com o anfiteatro e a bancada de experiências em baixo? - pois, um dia fomos com o Xanico, para uma aula, em que era suposto fazermos a decomposição da água através da electricidade (electrólise). O Gonçalo Fevereiro tinha um pacote de papel de caqui vazio, assoprou para o encher, e depois, precisamente quando o Xanico ligava o fio eléctrico positivo, zás rebentou-o. O estoiro foi ampliado pelo eco, não contávamos com tal coisa e foi uma bronca das antigas.... Electrólise no chão, pipetas e vasilhas de vidro partidas, enfim o caos. O Xanico assustou-se de tal maneira que a aula acabou ali, e teve de ser o reitor Vieira Júnior a resolver, mais o Cardigos ( director de ciclo) e ... fomos repreendidos (todos, porque nunca dissemos quem foi) e pagámos os prejuízos... O Xanico esteve zangado connosco durante aquele período e as notas foram....suaves, 12 foi o máximo...".

VIVA A MALTA DO LICEU
VIVA A MALTA SEMPRE FIXE
QUEM NÃO PENSA COMO EU
QUE SE MATE OU QUE SE LIXE
LIXE LIXE ...

Faça uma visita ao Liceu D. Ana da Costa Portugal. (Foto abaixo a crédito de Elza Alves).
Ainda um link dum excelente site para quem frequentou o LICEU ANTÓNIO ENES em LOURENÇO MARQUES
Mais fotos do Liceu Salazar podem ser apreciadas na página "Viagem a Maputo" deste site.


Foi aluno ou aluna em algum destes liceus? Até professor, quem sabe ?. Partilhe as suas experiências, aventuras e amizades. Fale-nos deste estabelecimento de ensino e da forma como deixou gratas recordações.